Rio Branco, AC, 14 de abril de 2024 21:38

Em Porto Acre, vice-governadora Mailza Assis realiza visita a abrigos que cuidam de atingidos pela enchente do Rio Acre

Facebook
Twitter
WhatsApp

A vice-governadora Mailza Assis, visitou na última quinta-feira, 7, o município de Porto Acre, atingido pela cheia do Rio Acre. Essa é mais uma das ações que o governo do Estado vem adotando desde quando os municípios acreanos registraram as enchentes.

Na cidade, Mailza foi até as áreas atingidas, dentre elas a Rua do Comércio, juntamente com o prefeito Bené Damasceno, a primeira-dama do município, Daiany Gonçalves, vereadores e secretários municipais.

Em seguida, esteve nos locais que servem de abrigos, a escola estadual Plácido de Castro, Centro Cultural e Biblioteca Pública Estadual, Igreja Católica e a escola municipal Nilce Machado da Rocha.

Em todos eles, a vice-governadora conversou com os desabrigados e agradeceu aos funcionários da prefeitura e do Estado que estão atendendo às famílias.

Com 16.693 habitantes, Porto Acre, assim como outras localidades do estado, tem enfrentado os impactos da cheia.

Em uma ação envolvendo governo do Estado e Município, foram entregues na terça-feira, 5, ao município, cestas básicas, kits de higiene e de limpeza, além de medicamentos.

“Nossa equipe governamental, junto com as secretarias e prefeituras, têm trabalhado para que a gente garanta o suporte necessário às famílias que estão passando por esse momento. Viemos reforçar nosso compromisso e dizer que estamos com um olhar voltado para Porto Acre. Estamos fazendo a nossa parte e dando todo apoio para que a prefeitura possa cuidar da melhor forma de todos. Em breve esse momento vai passar e mais uma vez nos reergueremos”, disse Mailza. 

O município está com 42 famílias em abrigos, o que equivale a 125 pessoas, e sete famílias desalojadas, que somam 23 pessoas.

Para Bené, a presença da vice-governadora na cidade é mais um sinal do apoio do Estado à população e ao Executivo municipal.

“Nós pedimos ao governador Gladson suporte e uma ajuda especial para o município, e fomos atendidos com cestas básicas, kits de limpeza apoio das secretarias e órgãos de segurança pública como Polícia Civil e Militar, barcos para logística por meio da Secretaria de Agricultura, e espaços do Núcleo Estadual de Educação, que disponibilizou seus espaços para abrigos”, agradeceu o prefeito.

Estado entrega de mais de 2 toneladas de alimentos a abrigos em Porto Acre 
A coronel da Policia Militar, que coordena as ações na cidade, Ana Cássia, fala do apoio do Estado nas ações. Foram entregues 220 cestas básicas, 3.080 garrafas de água potável e 80 kits de limpeza.

“Devido à situação das cheias, o governo do Acre tem estabelecido uma série de parcerias para viabilizar a distribuição de água potável, cestas básicas e kits de limpeza para a população de Porto Acre”, disse.

Ela destacou ainda que a união de todos é o que possibilita a entrega de donativos e o atendimento ao maior número de atingidos pela cheia.

Uma parceria entre a PM, Secretaria de Estado de Governo (Segov) e Cozinha Mariele Franco também disponibilizou 100 marmitas, que foram entregues nos abrigos e para a população da zona rural. Um motor de rabeta para a Defesa Civil Municipal também foi entregue pelo Corpo de Bombeiros.

Kits de medicamentos também foram entregues a essas famílias, em ação de parceria entre governo, Apeac, Atacadão Rio Branco e Cozinha Solidária Marielle Franco.

Sinais de vazante do Rio Acre

Após registrar a segunda maior enchente desde 1971, o Rio Acre, na capital, começou a dar sinais de vazante nesta quinta-feira, 7. Em 24 horas, ele baixou 19 centímetros. Às 9h de quarta-feira, 6, o manancial atingiu 17,89 metros, sendo a segunda maior cota registrada. Já às 9h desta quinta, o manancial registra 17,70 metros.

No Diário Oficial da União desta quarta-feira, 6, a União, por intermédio do Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional, autorizou o empenho e o repasse de recursos ao município de Porto Acre, no valor de R$ 617.486, para a execução de ações de resposta.