Rio Branco, AC, 17 de junho de 2024 07:45

Homens trocam tiros com rivais e com PMs, e um jovem acaba morto e dois feridos no Taquari

Facebook
Twitter
WhatsApp

Rodrigo Menezes da Silva, de 23 anos, foi morto por tiros, enquanto Dênis Douglas Costa, com 26 anos, e Jhony Monteiro Braga, de 38, ficaram feridos na madrugada deste sábado (13), após uma troca de tiros na Travessa Lourival A. Ribeiro, no bairro Taquari, na região do Segundo Distrito de Rio Branco.

Segundo informações policiais, uma guarnição da Polícia Militar (PM) que estava realizando um patrulhamento de rotina recebeu a informação que no bairro Taquari estava acontecendo uma intensa troca de tiros entre membros de organizações criminosas.

Com a denúncia, os militares foram até o local indicado e, na Travessa Lourival A. Ribeiro, perceberam que três indivíduos estavam correndo com armas de fogo nas mãos e entraram dentro de uma residência na tentativa de fugir, porém, quando os policiais adentraram na casa, houve uma troca de tiros, que resultou em três homens feridos.

Rodrigo foi ferido com um tiro no peito e morreu no local. Já Denis foi atingido por três projéteis na região das costas, braço esquerdo e na lateral do abdômen, enquanto Jhony foi ferido com apenas um tiro no abdômen. Durante a ação, os policiais apreenderam três armas de fogo.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado e duas ambulâncias foram enviadas, uma de suporte básico e outra de suporte avançado. Quando os paramédicos chegaram ao local, só puderam atestar o óbito a Rodrigo. Os socorristas prestaram os primeiros atendimentos a Dênis e Jhony, que foram encaminhados ao Pronto Socorro de Rio Branco (PS), ambos em estado de saúde estável, porém, seus quadros clínicos podem se agravar nas próximas horas.

A casa foi isolada por policiais militares do 2° Batalhão para os trabalhos do perito. Após a perícia, o corpo de Rodrigo Menezes foi removido e encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para os exames cadavéricos.

Agentes da Polícia Civil da Equipe de Pronto Emprego (EPE) também estiveram no local e colheram as primeiras informações e, posteriormente, o caso ficará à disposição da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).