Rio Branco, AC, 14 de julho de 2024 06:04

Prefeitura culpa TRE por sua incompetência, responde vereador Fábio Araújo

Facebook
Twitter
WhatsApp

“Quem prometeu, quem comprou, quem armazenou e quem distribuiu os itens foi a prefeitura. O que a Justiça Eleitoral tem a ver com o Programa Recomeço?” Foi assim que o vereador Fábio Araújo (PDT) se contrapôs às declarações do secretário de Gestão Administrativa da Prefeitura de Rio Branco, Johnatan Santiago, que, na coletiva de imprensa realizada na manhã da última segunda-feira, (8), chamou o parlamentar de irresponsável e leviano.

O motivo das agressões, segundo Araújo, foram as imagens do “descaso e incompetência” dos gestores municipais. “A enxurrada aconteceu no início do ano, o programa foi encerrado no dia 21 de dezembro e ainda existem milhares de itens se deteriorando”, reiterou o vereador, que ainda acrescentou: “Contra imagens não há argumentos”.

No vídeo veiculado nas redes sociais, Fábio Araújo denuncia que mais de 6 mil itens não foram entregues aos moradores dos bairros atingidos pelo desastre. “Tudo aquilo, que poderia estar servindo à população, está apodrecendo naquele galpão. Eu quero saber do prefeito Tião Bocalom porque esse material não foi entregue às famílias que tanto necessitam. Eu não lancei dúvidas. Disse e reitero: é incompetência, descaso e politicagem”, enfatizou o vereador.

Uma nova ida ao local não está descartada, segundo o Fábio Araújo, deixando a entender que, desta forma, estará acompanhado por integrantes dos órgãos de controle, além do Ministério Público (MP), instituição na qual ele pretende formalizar uma denúncia. “Irresponsáveis e mentirosos são o prefeito e a sua equipe, que segurou essa entrega para ter ganhos políticos. Quando o programa foi encerrado, entendeu-se que todos os itens haviam sido entregues”, explicou o parlamentar.