Rio Branco, AC, 14 de julho de 2024 06:13

Ufac e Legal lançam projeto de fomento à pesquisa em ciência política 

Facebook
Twitter
WhatsApp

O foco é produzir e transferir conhecimento acerca dos processos eleitorais, políticos e de elaboração de políticas públicas no âmbito das instituições democráticas do Acre. 

Aconteceu na última sexta-feira, 29, no auditório dos Órgãos Colegiados da Universidade Federal do Acre (Ufac), o lançamento do Projeto Legal – Laboratório de Estudos Geopolíticos da Amazônia Legal no Acre. Durante o evento foi realizada mesa redonda com o tema “A ascensão da extrema direita no Brasil: raízes econômicas, sociais e comportamentais”, com os cientistas políticos, professores e pesquisadores Fabiano Santos e João Feres Júnior, vinculados ao Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IESP/UERJ). 

O Legal é um observatório interinstitucional em rede que congrega pesquisadores de Instituições de Ensino Superior dos estados pertencentes à Amazônia Legal brasileira, sob a coordenação geral de Fabiano Santos, produzindo conteúdo organizado em eixos de pesquisa envolvendo monitoramento eleitoral e dos legislativos estaduais, os quais podem ser acessados por meio do site, ativo desde 2021 (www.legal-amazonia.org). O Projeto lançado nesta sexta-feira vem estruturar e fortalecer o Laboratório na Ufac.

O coordenador-geral do laboratório destacou que o foco do projeto é estudar mudanças no âmbito social, econômico e político da Amazônia, sendo o Acre um estado fundamental para estudos dessa natureza. “O Laboratório de Estudos Geopolíticos da Amazônia Legal congrega pesquisadores ligados à ciência política, sociologia, comunicação, nosso foco é estudar as mudanças pelas quais esses estados da Amazônia Legal passam no âmbito social, econômico e político, com foco na questão ambiental. O Acre tem uma característica fundamental nesse contexto, por ser um dos estados cuja alteração política e social foi uma das mais importantes e radicais dos estados da Amazônia”, ressaltou Fabiano Santos.

O projeto na Ufac utiliza metodologias para compreender comportamentos e atividades do Legislativo, Executivo e eleições, como explicou o professor João Feres Júnior. “Estamos inaugurando o projeto do Legal na Ufac, a ideia é usar um arcabouço de metodologias para estudos de atividade legislativa e conexão eleitoral. Ou seja, como os representantes, seja vereador, deputado, recebem os votos, quais são suas bases eleitorais, filiações partidárias, a maneira como se comportam, votam nas assembleias e nas câmaras”, explicou.

Projeto Legal na Ufac

A coordenadora do projeto na Ufac, professora Luci Teston, destacou a importância da Universidade neste processo. “Este é um dos muitos projetos de pesquisa desenvolvidos. Agradeço à Reitora, professora Guida Aquino, ao Vice-Reitor, professor Josimar Batista, à Pró-Reitora de Pesquisa e Pós-Graduação, professora Margarida Carvalho que, junto à Diretora de Pesquisa, professora LidianneAssis, são responsáveis por avaliar, cadastrar e acompanhar o projeto. Há, ainda, ações do projeto que envolvem a Pró-Reitoria de Extensão, a partir do professor Carlos Moraes. O Centro de Filosofia e Ciências Humanas, representado pela professora Geórgia Lima, é a instância colegiada responsável pela construção e aprovação do projeto em sua fase inicial. Agradeço ao professor da Ufac Leo de Brito, autor da emenda que viabilizou o projeto em sua completude e a toda a equipe, professores, alunos e parceiros que colaboraram de forma decisiva”, pontuou. 

Atuação de pesquisadores do IESP/UERJ

A execução do projeto envolve a transferência de métodos e técnicas de pesquisa, bem como de ferramentas analíticas para avaliação do Legislativo, Executivo e Eleições, com a promoção de cursos e workshops focados no ensino de métodos quantitativos e qualitativos. Haverá o treinamento de docentes e discentes da Ufac, bem como da comunidade externa, a ser realizado pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IESP/UERJ). “Os professores pesquisadores Fabiano Santos, João Feres Júnior, Bruno Shaefer e Matteo Barros, vinculados ao IESP/UERJ, possuem robusto histórico de colaboração e experiência em treinamento de pesquisadores, o que é crucial para o desenvolvimento do projeto na Ufac”, ressalta Luci Teston. 

Fortalecimento do ensino, pesquisa e extensão

O Legal atua para promover melhor formação no ensino, pesquisa e extensão, consolidando o processo de formação dos estudantes da Ufac e comunidade a partir dos conteúdos de pesquisa, como afirmou o vice-reitor da Ufac, Josimar Batista.  “A partir desse laboratório podemos consolidar nossas pesquisas, fazer com que o nosso estudante ingresse no sistema de pesquisa, trazendo a extensão. Isso fortalece todo o processo de formação, quem ganha são os estudantes, a sociedade, promovendo mais grupos de pesquisas e professores em seus eixos”, enfatizou.

No Acre, o projeto recebeu financiamento de emenda parlamentar, destinada pelo ex-deputado federal Leo de Brito, que também é professor da Ufac, no curso de Direito. O professor foi muito prestigiado na solenidade pela sua relevante contribuição dada à Educação e à Universidade durante seus mandatos. Na solenidade, Leo de Brito estava representado pelo cientista político André Kamai, que ressaltou a importância das emendas para o fortalecimento da pesquisa. “O Leo de Brito, quando assumiu o segundo mandato, tomou a decisão de dedicar boa parte das emendas para a Ufac, e um dos projetos escolhidos foi o Legal, porque ele entendeu que era fundamental que nós pudéssemos trazer a pesquisa da geopolítica da Amazônia para a Amazônia, para que os pesquisadores amazônidas pudessem participar de forma direta desse processo. Então, esse é um investimento importante que vai qualificar bastante o debate aqui no Acre e na Ufac”, disse.

Workshop  

Como parte da programação do lançamento do projeto, na semana do dia 26 de fevereiro, segunda-feira, até sexta-feira, 01 de março, foi realizado o Workshop “Como analisar dados eleitorais utilizando a linguagem de programação R”, ministrado pelo professor do IESP/UERJ, Bruno Marques Schaefer. A atividade foi realizada no Laboratório Interdisciplinar de Formação de Educadores (Life), localizado no Bloco do Núcleo de Tecnologia e da Informação, no campus da Ufac.

O curso ofereceu uma introdução a uma das ferramentas mais utilizadas para análise de dados atualmente: o ambiente R. O objetivo foi demonstrar algumas das potencialidades do R e como pode ser incorporado ao trabalho de pesquisadoras e pesquisadores em áreas como Ciência Política, Sociologia e Políticas Públicas. Em específico, o uso de dados sobre eleições e partidos políticos no Brasil.

Realização 

O projeto é uma realização da Universidade Federal do Acre (Ufac); Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação (PROPEG); Pró Reitoria de Extensão e Cultura (PROEX); Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH) e Laboratório de Estudos Geopolíticos da Amazônia Legal (Legal). Envolve a colaboração de professores pesquisadores vinculados ao Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IESP/UERJ) que coordenam laboratórios e observatórios de amplitude nacional, como o Observatório do Legislativo Brasileiro (OLB), o Núcleo de Estudos sobre o Congresso (NECON), Grupo de Estudos de Economia e Política (GEEP), o Grupo de Estudos Multidisciplinares da Ação Afirmativa (GEMAA) e o Laboratório de Estudos de Mídia e Esfera Pública (LEMEP).