Rio Branco, AC, 14 de abril de 2024 22:00

Confusão no Francisco de Oliveira Conde deixa 9 pessoas machucadas; visita íntima teria sido o motivo

Facebook
Twitter
WhatsApp

Os detentos Elivan Verus da Silva, com 40 anos, e Atalo Freds Morais da Silva, de 27 anos, ficaram feridos e outros sete com hematomas pelo corpo, na tarde deste domingo (31), após uma briga generalizada no pavilhão A do Presídio Francisco de Oliveira Conde (FOC), em Rio Branco.

Segundo informações do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen), a confusão entre os detentos do Pavilhão A, que abriga membros de uma Organização Criminosa (ORCRIM), começou durante um banho de sol. Durante a confusão, Elivan foi brutalmente agredido com socos e chutes na região da face, e chegou a fraturar o nariz e ficar com vários hematomas nas costas, abdômen e peito, além de sofrer um Traumatismo Cranioencefálico (TCE) de natureza leve.

Já o detento Atalo Freds sofreu agressões físicas pelo corpo e foi ferido com um tiro de borracha na cabeça, que provocou um corte profundo no coro cabeludo. Os outros sete detentos que também se envolveram na briga ficaram com escoriações.

Policiais penais agiram rapidamente e com tiros de borrachas conseguiram controlar a confusão, não sendo necessário acionar as forças policiais externas e nem o Grupo Penitenciário de Operações Especiais (GPOE).

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado e uma ambulância de suporte básico foi enviada. Os paramédicos prestaram os primeiros atendimentos e encaminharam Elivan e Atalo, escoltados pelos policiais penais, ao Pronto Socorro de Rio Branco (PS), ambos em estado de saúde estável.

Ainda segundo informações extraoficiais, a possível motivação da briga generalizada foi porque uma mulher que teria ido fazer a visita íntima em uma cela do Pavilhão A acabou entrando em outra cela, e fez a visita íntima para outro detento.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de comunicação do Iapen, mas até o momento não obteve resposta oficial do ocorrido.