Rio Branco, AC, 14 de abril de 2024 22:29

Dando um show com o “Bloco do Respeito”, SEMULHER atuou em todas as noites do Carnaval da Família 2024

Facebook
Twitter
WhatsApp

O Bloco do Respeito esteve na avenida ao longo das cinco noites de folia. O governo do Estado, por meio da Secretária de Estado da Mulher (SEMULHER) realizou, ao longo de todo o Carnaval da Família, trabalho de conscientização quanto à violência contra as mulheres, bem como o trabalho de orientação para quem está na festa. A estratégia visa reduzir os números de assédios e importunações sexuais que ocorrem no período.

De acordo com a chefe do Departamento de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher da Semulher, Joelda Pais, equipes multidisciplinares se revezaram desde a última sexta-feira, 9, na Gameleira. “Estamos fazendo um trabalho de abordagem com as pessoas, distribuindo leques com os principais números de atendimento em casos de assédios e importunação, bem como de violência conta a mulher, no geral”, explicou.

Michella Arshelen, vendedora, apoiou a ideia. Foto: Anne Nascimento/Semulher

Quem gostou da ideia foi a vendedora Michella Arshelen, que também esteve durante os dias de festa na Gameleira. “Eu acho de suma importância para as mulheres que não tem as informações. Apenas com este leque, todas as mulheres têm acesso à rede de atendimento. Isso é muito importante”, reforçou. 

Atuação no interior

A Semulher também esteve nas festas no interior do estado, por meio dos Centros Especializados de Atendimento à Mulher (CEAM) no Juruá e no Alto Acre. Segundo a coordenadora do CEAM no Juruá, Genilsa Silva, a iniciativa foi bem aceita pelos foliões. “Fomos bem recebidos em todas as noites e acreditamos que o recado foi dado! Conversamos com as pessoas, fizemos interações, e acreditamos que muitos tiveram mais conscientização e orientação”, esclareceu.

Atuação também se deu no interior do estado. Foto: Genilsa Silva/Semulher

A coordenadora do CEAM do Alto Acre, Elizabeth de Araújo, reiterou: “Nosso trabalho era justamente o de estar nas noites de carnaval junto, principalmente, das mulheres, mostrando que estávamos presentes. Acredito que esta é uma situação que promove a orientação, bem como reforça o compromisso do governo do Estado de atuar para todas as mulheres”, finalizou.