Rio Branco, AC, 14 de julho de 2024 06:15

Dois pesos, duas medidas: Jarude acusa governo de manter funcionários fora do Acre, enquanto tira servidor de seu posto de trabalho para lotar no próprio gabinete

Facebook
Twitter
WhatsApp

O popular e auto declarado paladino da moralidade, Emerson Jarude (Novo), que costumeiramente tece críticas ao Governo do Estado do Acre com o intuito de manter-ser apegado no objetivo de se auto firmar como oposição, no cenário político da Assembleia Legislativa do Estado do Acre (ALEAC), desta vez, vê-se enrolado nas próprias teias, uma vez que o Alerta Cidade teve acesso a um documento que mostra o pedido de cessão de um funcionário extremamente necessário para o desenvolvimento do Acre, para o gabinete do então parlamentar.

Foi solicitado no último dia 10 de janeiro do ano corrente, a renovação da cessão de Mamed Dankar Neto, para o gabinete do Deputado Estadual Emerson Jarude.

Mamed é ocupante do cargo de Tecnólogo em Topografia e Estrada, atualmente lotado na Divisão de Produção Familiar, servidor do Quadro de Pessoal da Secretaria de Estado de Agricultura. Tal solicitação foi encaminhada, ironicamente, para o governador do Acre, Gladson Cameli (PP), que tanto é atacado pelo atual e temporário parlamentar.

“É crucial entendermos qual é o objetivo do governo ao permitir que nossos servidores se ausentem, enquanto observamos um aumento no número de cargos comissionados”, disse Jarude em sessão ordinária na ALEAC, no dia 20 de setembro de 2023, enquanto Dankar estaria fora de seu posto de trabalho, à disposição do deputado.

As idiossincrasias que desenham o modelo da política acreana, remetendo-se a um formato Novo, mais parecem com as cantigas outrora expressadas de forma cênica para impressionar aqueles que não se dispuseram em verificar o que de fato acontece, do que algo que valha o depósito de crença e esperança popular. Afinal, dois pesos não têm duas medidas?