Rio Branco, AC, 21 de abril de 2024 06:24

“Eu tô igual jogador esperando o treinador me colocar em campo, o treinador é o povo que eu sei que vai me colocar lá”, diz Marcus Alexandre sobre disputa para à prefeitura

Facebook
Twitter
WhatsApp

Na última sexta-feira, 02, no auditório da Fecomércio, Marcus Alexandre firmou o seu compromisso com o esporte e os desportistas da capital acreana.

O evento intitulado “Roda Democrática, A Cidade que Queremos”, de acordo com André Ariosto, presidente da Fundação Ulysses Guimarães (FUG), no Acre, tem como objetivo fazer com que os rio-branquenses possam participar ativamente da formação do Plano de Governo, que está sendo chamado de Plano de Trabalho.

“O projeto ‘A Cidade que Queremos’ marca um avanço pioneiro na construção participativa de políticas públicas. Com uma abordagem inovadora, iniciamos uma ouvidoria avançada em parceria com renomadas entidades da classe. No cerne desse movimento, este dia 2 de fevereiro é um marco histórico. Uma audiência exclusiva com as entidades de classe do setor de esporte e lazer para dar voz aos presidentes das associações e dos influentes operadores do desporto acreano”, frisou Ariosto.

Vale ressaltar que o esporte é considerado também uma política social, que transforma e que auxilia no processo de recuperação de jovens e adolescentes que já tenham tido contato com o lado à margem da lei.

 “Onde existem programas de apoio ao esporte para crianças e adolescentes observa-se uma queda anual de 30% da criminalidade”, afirmou o coordenador do escritório Organização das Nações Unidas (ONU) para à Educação, Ciência e Cultura (Unesco) no Brasil, em 2021.

Marcus Alexandre deixou claro que até à eleição, há um grande caminho, mas para ele, quem se propõe a competir, tem que ter garra e força para lutar por uma Rio Branco melhor, frisando saber que não está sozinho. “Eu quero dizer pra vocês que a caminhada daqui até o dia 6 de outubro não será fácil. Nós temos muitos desafios pela frente, mas quem se propõe a competir, tem que ir em frente, porque a gente sabe que tem no coração a garra de vencer. Então não tenho medo de nenhum desses nossos concorrentes, porque sei que não tô sozinho. Essa reunião é a prova disso, de que nós estamos nessa caminhada, todos juntos, por uma cidade melhor.”

Ainda em sua fala acalorada e ovacionada pela plateia, Marcus frisou não ter medo de ir em lugar algum de Rio Branco, pois segundo ele, quem sempre andou com o povo, sabe exatamente onde está. “Eu não preciso que ninguém pegue na minha mão para me levar em bairro nenhum, porque eu sei onde fica cada canto dessa cidade. Não tenho medo de entrar em nenhum canto, porque eu sempre estive presente na vida dos rio-branquenses”, frisou o pré-candidato.

As eleições municipais acontecerão no dia 6 de outubro de 2024, onde os populares poderão escolher quem vai administrar Rio Branco, e quais serão os nomes da casa legislativa municipal, da capital acreana.