Rio Branco, AC, 21 de abril de 2024 06:56

Homem atropela pedestre, foge do local, é perseguido e capota veículo na Via Chico Mendes

Facebook
Twitter
WhatsApp

Um motorista identificado apenas como Wesley acabou atropelando um jovem, fugiu do local e capotou o próprio carro na noite do último sábado (20), nas proximidades do Estádio da Arena, na Via Chico Mendes, no bairro Triângulo Novo, na região do Segundo Distrito de Rio Branco.

Segundo informações da polícia, um veículo modelo Honda Civic, de cor branca, foi comprado na sexta-feira (19) em uma garagem de seminovos de Rio Branco e, durante a noite do último sábado, o motorista trafegava no sentido bairro para centro pela Avenida Ceará, quando acabou atropelando o jovem Francisco Tomé de Oliveira Neto, de 21 anos.

Vítima do atropelamento

No impacto, Francisco foi arremessado e caiu sobre o asfalto e teve apenas escoriações no ombro. Após o atropelamento, o motorista do Honda Civic fugiu em alta velocidade pela Avenida Ceará e seguiu até à Via Chico Mendes, no Segundo Distrito da capital.

Outros motoristas que viram o acidente não entenderam porque o motorista não parou para prestar socorro a vítima e começaram a perseguir o carro. Ao chegar na rotatória de um posto de gasolina próximo à Arena da Floresta, o condutor do Civic perdeu o controle, subiu no canteiro da rotatória, capotou várias vezes e derrubou um portão de ferro. O veículo foi parar ao lado da guarita da empresa de distribuição JJ. Após o acidente, o motorista fugiu do local.

Segundo informações de testemunhas, o motorista do Honda Civic tinha aparência de jovem e teria saído do carro com uma arma de fogo em punho. Dentro do veículo foram encontradas garrafas de bebida alcoólica.

Testemunhas acionaram policiais militares do 2° Batalhão, além do Corpo de Bombeiros Militar do 2° Batalhão e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), para um possível atendimento médico e retirada de alguma vítima que poderia ter ficado dentro do automóvel.

O Policiamento de Trânsito esteve no local do ocorrido e isolou a área para o trabalho da perícia de trânsito. Após os procedimentos de praxe, o veículo foi removido e encaminhado por um guincho ao Pátio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran). O motorista do carro ainda não havia sido preso até o fechamento desta matéria.