Rio Branco, AC, 14 de abril de 2024 22:45

Marcus Alexandre e Sebastião Bocalom, principais nomes para à Prefeitura de Rio Branco, parabenizam a capital

Facebook
Twitter
WhatsApp

A capital do estado do Acre, Rio Branco, surgiu a partir do seringal fundado em 28 de dezembro de 1882, pelo cearense Neutel Maia. Segundo a tradição, no final de 1882, numa pronunciada volta do rio Acre, uma frondosa gameleira chamou a atenção de exploradores que subiam o rio e levou-os a abrir um seringal ali mesmo.

Tratava-se do seringalista Neutel Maia, que, com sua família e trabalhadores, chegava ao Acre. Maia fundou o seu primeiro seringal, intitulado “Volta da Empresa”, à margem direita do rio Acre, ao longo da grande curva do rio, onde ainda hoje está a gameleira. No local em que hoje se encontra o Segundo Distrito. Ali foi iniciada a construção de barracões, em terras antes ocupadas pelas tribos indígenas Aquiris, Canamaris e Maneteris. Em seguida, Maia abriu um outro seringal, na margem esquerda do rio Acre – onde atualmente está instalado o Palácio do Governo do Acre, com o nome de “Seringal Empresa”.

Anos depois, a mesma gameleira seria testemunha dos combates travados na Volta da Empresa, entre revolucionários acreanos e tropas bolivianas, durante o crítico período da Revolução Acreana que tornou o Acre parte do Brasil, no início do século XX. Terminada a revolução, após a assinatura do Tratado de Petrópolis, em 17 de novembro de 1903, e a anexação definitiva do Acre, agora Território Federal do Acre do Brasil, Rio Branco foi elevada à categoria de vila, tornando-se sede do departamento do Alto Acre.

Em fevereiro de 1911, o prefeito Deocleciano Coelho de Sousa, adotou novamente o nome de município de Penápolis. De forma definitiva, em 1912, os dois lados da cidade passam a se chamar “Rio Branco”, em homenagem ao Barão de Rio Branco, chanceler brasileiro cuja ação diplomática resultou no Tratado de Petrópolis. Em 1920 o município de Rio Branco passa a ser a capital do então Território do Acre – depois Estado do Acre.

Marcus Alexandre (MDB) ex-prefeito de Rio Branco, e o nome em maior destaque para ocupar novamente o cargo de chefe executivo da capital acreana, usou suas redes sociais para parabenizar a capital que um dia ele administrou. “Hoje celebramos mais um aniversário da nossa querida Rio Branco. O coração pulsante do Acre. O lar de todos os acreanos, repleto de histórias, sonhos e realizações”, pontuou Marcus.

Sebastião Bocalom (PP), atual prefeito de Rio Branco, também externou o seu carinho pela capital acreana. Por meio de suas redes sociais, disparou “Hoje felicito a capital de todos os acreanos, uma cidade acolhedora, de gente trabalhadora e honesta.Parabéns à capital do povo que lutou bravamente para ser brasileiro e que hoje completa 141 anos de existência. Vamos trabalhar a cada dia para proporcionar à nossa gente rio-branquense uma cidade mais bonita, moderna e desenvolvida pois a nossa querida população merece.

Contem conosco sempre. PARABÉNS RIO BRANCO!”.