Rio Branco, AC, 17 de junho de 2024 08:33

Monitorado é executado com três tiros na cabeça em Plácido de Castro

Facebook
Twitter
WhatsApp

O monitorado por tornozeleira eletrônica, Rivaldo de Souza, foi executado com três tiros na cabeça em via pública, no final da tarde da última terça-feira (13), na Rua Maria Cardoso, no bairro Serraria, no município de Plácido de Castro, no interior do Acre.

Segundo informações de moradores da região, Rivaldo estava caminhando em via pública próximo a um bar, na rua Maria Cardoso, quando foi abordado por um homem desconhecido que, de posse de uma arma de fogo, efetuou cerca de sete tiros, e alguns acabaram acertaram a cabeça da vítima, e um desses tiros acertou a face de Rivaldo. Após a ação, o suspeito fugiu do local.

Populares ajudaram a vítima e ligaram para a polícia. Policiais militares estiveram no local, verificaram a veracidade da informação e acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que enviou uma ambulância de suporte avançado para fornecer os primeiros atendimentos.

Devido às graves lesões provocadas pelos tiros, o monitorado morreu dentro da ambulância do SAMU e foi levado para o necrotério do hospital.

A Polícia Militar (PM) isolou a área para os trabalhos da perícia e o corpo de Rivaldo deverá ser encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), para os exames cadavéricos em Rio Branco.

Os PMs também colheram informações para tentar procurar pelos autores do crime na região, mas nenhum suspeito foi encontrado até o momento. O caso será investigado por agentes de Polícia Civil de Plácido de Castro, e a motivação pode ter sido guerra entre Organizações Criminosas (ORCRIM).