Rio Branco, AC, 22 de julho de 2024 10:09

Operação Taxa Oculta: cinco pessoas são presas pela PCAC e apontadas em esquema de extorsão a comerciantes e tráfico de drogas

Facebook
Twitter
WhatsApp

Na última sexta-feira, 15, a Polícia Civil do Acre (PCAC) lançou a “Operação Taxa Oculta” em uma investida coordenada pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO), com apoio logístico do Departamento de Polícia da Capital e do Interior (DPCI), da Delegacia de Repressão ao Narcotráfico (DENARC) e outras delegacias.

A operação foi conduzida mediante o cumprimento de mandados de busca e apreensão e de prisão preventiva, autorizados pela Vara de Delitos de Organizações Criminosas. Ao todo, 16 ordens judiciais foram executadas, resultando na apreensão de dispositivos eletrônicos, munições, quantias em dinheiro e anotações relevantes para a investigação. O saldo da ação inclui também cinco detenções.

A investigação que culminou na “Operação Taxa Oculta” revelou um esquema de extorsão de comerciantes, mediante a cobrança de mensalidades por suposta “proteção”, além do envolvimento em atividades de tráfico de drogas e formação de organização criminosa. As atividades ilícitas foram identificadas em diversos pontos da região Centro e do Bairro Esperança, em Rio Branco.

Os suspeitos detidos foram identificados como P. da S. R., conhecido como “PERUANA” (27 anos); M. F. M. P., apelidado de “PACÍFICO” (28 anos); N. de L. M. J, também conhecido como “PIERRE JR” ou “BILLI JHOW” (38 anos); C. F. da S. (45 anos); e M. N. da P., vulgo “DONO DO INFERNO”.

Entre os itens apreendidos durante a operação estão quatro aparelhos celulares e uma agenda contendo anotações que podem ser cruciais para desvendar a extensão das atividades criminosas dos envolvidos.

“A Polícia Civil do Acre reiterou seu compromisso em investigar e combater infrações penais, colocando-se à disposição da população através do DISK DENÚNCIA 181, com garantia de sigilo das informações prestadas”, informou o delegado José Adonias, coordenador da DRACO.

A autoridade policial ressalta ainda que a “Operação Taxa Oculta” representa mais um passo na busca pela segurança e tranquilidade da população dos bairros Centro e Nova Esperança em Rio Branco.