Rio Branco, AC, 29 de maio de 2024 13:12

Por ser vice na gestão Bocalom, Marfisa com Marcus Alexandre pode ser o fim da campanha do candidato do MDB

Facebook
Twitter
WhatsApp

Diante das movimentações políticas em Rio Branco, a atual vice-prefeita de Sebastião Bocalom (PL), Marfisa Galvão (PSD), estaria sendo cotada pelo senador pelo Sérgio Petecão (PSD) para compor a chapa com Marcus Alexandre (MDB), na corrida pela Prefeitura Municipal de Rio Branco (PMRB).

A indicação de Marfisa para ser a vice de Marcus Alexandre, ainda é uma dúvida no meio político, após o silêncio do Progressistas para indicar Alysson Bestene na composição partidária. Porém, se a aliança não for formada, o PSD deverá incluir Marfisa para disputar as eleições junto com Marcus Alexandre.

Um ponto importante e que vale a pena ser destacado, é que Marfisa tinha seu nome cogitado para disputar as eleições como candidata a vereadora, no qual poderia trabalhar de forma ampla enquanto parlamentar. Mas de acordo com Sérgio Petecão, os demais partidos possuem “medo” da candidatura de Galvão.

Durante a gestão de Sebastião Bocalom, Marfisa figurou como vice em um cenário em que tanto deixou a desejar. Para muitos, é difícil desvincular a imagem da esposa do senador do atual prefeito, pois a mesma teve sob seu comando uma secretária com diversos cargos comissionados à disposição, e que só saiu do lado da gestão, após perder o controle das indicações que tinha.

Vale ressaltar que mesmo afastada, e atuando de forma mínima, Marfisa seguiu recebendo o salário de vice-prefeita, mas devolvendo pouco em troca para à população de Rio Branco.

Com as movimentações políticas, nos próximos dias os pré-candidatos a prefeito, incluindo Marcus Alexandre, deverão anunciar quem serão os seus vices na disputa pela prefeitura. Marfisa, segue com o seu nome disponível para ajudar o ex-prefeito na reeleição.

“Estou colocando meu nome à disposição para ajudar o partido, a coligação, para que o nosso prefeito tenha o maior apoio até à eleição dele”, pontuou a atual vice de Sebastião Bocalom.