Rio Branco, AC, 14 de abril de 2024 22:46

“Se a polícia civil está doente, nossa segurança pública está doente” diz Dra. Michelle Melo

Facebook
Twitter
WhatsApp

Na manhã desta quarta-feira, 07, a Deputada Dra. Michelle Melo (PDT) apresentou na tribuna da Assembleia Legislativa do Estado Acre (ALEAC) dois requerimentos junto à mesa diretora da casa.

O requerimento Nª 17/2024 apresentando na manhã desta quarta-feira, busca informações relacionadas a quantos agentes da Polícia Civil do Estado, apresentaram atestado médicos nos últimos 24 meses, com descrição de quantos são de doenças laborais e/ou saúde mental.

A parlamentar detalhou que as pautas relacionadas à saúde mental dos servidores são prioridades e precisa entender detalhadamente como está o quadro funcional da Policia Civil.

“Vamos trazer esse assunto para dentro da Assembleia que é de fato casa do povo. Fomos eleitos para cuidar da população e sabemos que as péssimas condições de trabalho, assédio entre outras mazelas afetam diretamente a saúde dos servidores. Uma Polícia Civil doente é uma Segurança Pública doente. Com o nosso trabalho como parlamentar, queremos trazer a cura para essa dor dos servidores públicos”, finalizou a deputada que aprovou recentemente uma lei que busca proporcionar uma atenção destinada à saúde pública dos funcionários da saúde, educação e segurança.

O outro requerimento Nª 18/ 2024 visa à convocação do Corregedor para comparecer ao plenário da Assembleia Legislativa do Estado do Acre, para prestar esclarecimentos sobre o desabamento do teto da Delegacia do conjunto habitacional Cidade do Povo e a sindicância administrativa disciplinar instaurada, contra a policial civil Ecilandia Marques, que gravou um video mostrando o desabamento do teto da cozinha da delegacia no último dia 28 de janeiro.

A deputada explicou a importância do requerimento.

“Ontem ouvimos a agente que abriu o seu coração falando sobre a situação que está passando e na ocasião um dos deputados da base solicitou que nós ouvíssemos o outro lado da história. Hoje, apresentamos um requerimento com a sugestão de um deputado aliado do governo pedindo ao Corregedor e o Delegado-Geral pra explicar toda essa situação. Queremos dizer que não deixamos pontas abertas e esse assunto vai ser resolvido”, explicou a Dra. Michelle Melo.