Rio Branco, AC, 16 de abril de 2024 06:38

Servidores denunciam precariedade na gestão do Centro Socioeducativo de Feijó

Facebook
Twitter
WhatsApp

Insatisfeitos com a atual gestão do Centro Socioeducativo do município de Feijó, nesta segunda-feira (5), servidores do Instituto Socioeducativo do Acre (ISE-AC) procuraram a redação do Alerta Cidade para denunciar algumas irregularidades na atual direção do instituto.

De acordo com a denúncia, a atual direção do ISE de Feijó tem conduzido a instituição de modo autoritário, e com políticas administrativas ineficientes. Devido à situação, agentes que ocupavam posições de chefias teriam entregado os cargos após perseguições e assédio moral.

Segundo a denúncia, as ações da atual direção têm impedido o desenvolvimento do trabalho dos servidores, tornando impossível a permanência no local.

“O Centro Socioeducativo de Feijó precisa ter boas relações interpessoais com seus agentes para que possa realizar seu trabalho de forma eficaz. Diante das ações imperativas da diretora, vem se criando animosidade e desestímulo no bom trabalho”, diz trecho da denúncia.

Além da insatisfação e da relação instável entre servidores e direção, o Instituto teria recebido dois novos coordenadores de segurança, que não fazem parte do quadro efetivo. Embora tenham procurado denunciar os fatos, não obtiveram respostas por parte das autoridades.

O Alerta Cidade entrou em contato com o Presidente do ISE, Coronel Mário Cesar que nos informou que o fato da direção atual do ISE de Feijó ser conduzida por uma mulher, os agentes socioeducativos não tem aceitado a profissional.

“Não existe lei que proíba isso, e alguns servidores estão fazendo motim, entregaram até os cargos de chefe. Estão pressionando pra ela entregar o cargo, enquanto gestor, eu apoio a diretora, pois confiei a gestão de Feijó à ela”, disse o Presidente do ISE.

De acordo com o Presidente, os atuais coordenadores designados ao ISE de Feijó, são CAS do Governo do Estado. Mas que estes coordenadores, já prestaram serviços como agentes socioeducativos do ISE.