Rio Branco, AC, 14 de abril de 2024 22:47

Vice-governadora Mailza Assis reforça apoio do Estado às vítimas das cheias no Vale do Juruá

Facebook
Twitter
WhatsApp

O apoio do governo do Estado às quase 60 mil vítimas das cheias no Vale do Juruá ganhou reforço neste domingo, 10, durante a visita da vice-governadora, Mailza Assis, a Cruzeiro do Sul, localidade em que cerca de 20 mil pessoas foram diretamente afetadas pelo maior desastre ambiental da história do Acre.

Na segunda maior cidade dos acreanos, a chefe de Estado se fez presente em áreas alagadiças, acompanhada do prefeito Zequinha Lima; do presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado estadual Luiz Gonzaga; do deputado federal, Zezinho Barbary, além de vereadores do município.

Mailza viu de perto o cenário caótico propiciado pelas elevação das águas e aproveitou a ocasião para reforçar todo empenho da gestão estadual para mitigar o sofrimento das vítimas das inundações. “Desde do início, o governo do Acre socorre os afetados com ação humanitária, que é o socorro imediato às pessoas, ofertando abrigos, e, no momento em que as águas baixarem, vamos auxiliar no retorno dos moradores às suas residências e na limpeza das ruas. Nossos esforços têm o objetivo de propiciar condições dignas aos que foram afetados pelas enchentes”, ratifica Mailza.

Mailza reforçou o apoio do Estado aos ribeirinhos atingidos pelas cheias na região. Foto: Marcos Santos/Secom

A gestora detalhou o planejamento do Estado para o período pós-enchente, reiterando o compromisso da gestão estadual com os ribeirinhos.  “Estamos nos organizando para oferecer o apoio necessário aos municípios e o melhor cuidado às famílias que se encontram nessa situação. A partir de agora, vamos sentar, dialogar e planejar quais são as necessidades que serão apresentadas aos governos estadual e federal, para a reconstrução das áreas afetadas”, destaca a vice-governadora.

A quarta maior cheia do Rio Juruá, em Cruzeiro do Sul, quando o manancial ficou acima dos 14 metros, afetou cerca de 20 mil ribeirinhos, totalizando 495 pessoas abrigadas em escolas das redes municipal e estadual. Outras centenas de famílias encontram-se em áreas alagadiças.

Estado tem sido parceiro da prefeitura de Cruzeiro do Sul no enfrentamento ao momento de crise. Foto: Marcos Santos/Secom

O poder público busca medidas para melhorar a vida dos afetados. Uma das inciativas foi decretar situação emergência, em que o Município solicita auxílio da União. “Aguardamos a devolutiva do governo Federal para auxiliar essas pessoas de forma prática. Somente com a união das esferas do Poder público podemos prestar a melhor assistência às vítimas das cheias”, destaca Zequinha Lima, prefeito de Cruzeiro do Sul.

Com vazante do Rio Juruá, governo e parceiros planejam assistência às famílias no período pós-enchente. Foto: Marcos Santos/Secom

O poder Executivo ganhou reforço do Legislativo no enfrentamento à crise. “Na semana passada, em Rio Branco, arrecadamos e doamos três mil quilos de alimentos e doze mil garrafões de água para a campanha Juntos pelo Acre. Agradeço o deputado Nicolau Júnior, que foi o coordenador da boa ação, e ressalto ainda que todos os parlamentares da Casa do Povo estão envolvidos na causa, cada um fazendo a sua parte. Nosso apoio é fundamental para que a assistência chegue a quem precisa e segue irrestrito no período pós-enchente”, enfatiza o presidente da Aleac, deputado Luiz Gonzaga.