Rio Branco, AC, 14 de abril de 2024 21:33

Anos após matar Jonhliane Paiva atropelada, MP pede regressão do regime de Ícaro Pinto após envolvimento em briga

Facebook
Twitter
WhatsApp

Após um vídeo circulado na internet, em que Ícaro Pinto, condenado a 18 anos de reclusão por homicídio de uma jovem em 2017, aparece envolvido numa briga no mercado do bosque, o Ministério Público do Acre (MPAC), solicitou o pedido de regressão de regime de Ícaro.

O suposto envolvimento de Ícaro Pinto numa briga no último último final de semana no Mercado do Bosque, em Rio Branco, resultou na apresentação do MPAC, por meio da 14ª Promotoria Criminal, a solicitação do pedido de regressão do regime. Para o MPAC, Ícaro descumpriu condições necessárias do seu atual cumprimento de regime aberto, que teria ganho progressão em maio de 2023.

Além de Ícaro ter se envolvido nesta briga, estaria fora de sua residência em horário inapropriado do que é previsto no cumprimento de regime aberto. Para o MPAC, esta conduta reflete que o reeducando não está apto para o convívio social, e que este pedido é para que haja efetividade do processo.

Relembre o caso:

Ícaro José da Silva Pinto, saía de uma festa dirigindo um veículo modelo BMW, quando colidiu com a motocicleta da vítima, Jonhliane Paiva, após realizar um “racha”, em Rio Branco. A vítima foi arremessada a uma distância de 74 metros, vindo a falecer no local do ocorrido.