Rio Branco, AC, 21 de abril de 2024 05:41

Com quase 60 anos, homem abandona as ruas e se forma no ensino fundamental

Facebook
Twitter
WhatsApp

A beca, foi a melhor roupa que Gilson Kennedy Rosário Pereira vestiu em seus 56 anos de vida. Não porque lhe deixou elegante, mas com finesa. Para ele, a vestimenta representa mais que a beleza. É o símbolo da esperança e dignidade. O chinelo de dedo para o Gilson é a melhor combinação.

Gilson selou a superação de uma fase da vida com o diploma do ensino fundamental que foi entregue à ele em uma solenidade de formatura exclusiva, pelas mãos do próprio prefeito.

Gilson: “Estou colhendo o que plantei” (Foto: Val Fernandes/Assecom)

Gilson tinha uma vida anterior ao vício, serviu o exército e estudou, mas não tinha concluído o ensino fundamental.

“Nunca imaginei que eu fosse vestir uma roupa dessas. Cheguei e fiquei focado, com tanta gente, eu não sei dizer, eu nunca passei por isso. Enfim, acho que foi um fruto que eu plantei e agora eu estou colhendo.”

Ele era aluno assíduo e tinha um sonho de concluir o ensino fundamental para fazer o ensino médio e principalmente um curso técnico/profissionalizante para ressignificar a vida, pois tinha uma vida anterior ao vício, serviu o exército e estudou, mas não tinha concluído o ensino fundamental. As circunstâncias da vida, lhe levou para uma vida em situação de rua. Foi aí, que conheceu o Centro Pop.

“Ele se encontrava naquele momento em situação de rua, estava depressivo, não tinha mais vontade para nada, desestimulado, a questão do desemprego, afetou muitos problemas familiares e que desde o início a gente notou que a gente poderia, sim, fazer algo por ele”, destacou a cordenadora do Centro Pop, Liberdade Leão.

Logo, o professor Alan Alves percebeu que ele era um aluno diferenciado.

“Era uma turma de EJA, o seu Gilson não precisou ser alfabetizado, porque ele já estava alfabetizado. A gente só trabalhou outras habilidades, né, que era necessário ser trabalhado, mas a questão da alfabetização ele já sabia ler e escrever. Então, nós trabalhamos outras habilidades necessárias para o ensino fundamental.”

Bocalom: “Esse é o projeto da gestão, dar dignidade às pessoas” (Foto: Val Fernandes/Assecom)

O prefeito que também é professor, sabe o valor de um aluno e fez questão de participar da solenidade de formatura, em seu discurso, o prefeito surpreendeu, convidando o Gilson para fazer parte de sua equipe de gestão e conquistar outros Gilsons.

“Esse é o projeto da gestão, dar dignidade às pessoas. E essa população merece também o nosso carinho, o nosso respeito. E tenha certeza, Gilson, como trabalhador que você vai ser agora, colaborador da nossa prefeitura, eu tenho certeza que você vai nos ajudar nesse projeto. Amém. Sou muito grato ao senhor por tudo que está acontecendo nesse momento aqui na minha vida, de oportunidade que eu estou tendo com a prefeitura, com o Centro Pop, com todos os agentes, a nossa diretora, a nossa coordenadora do Centro Pop, que vem me dando esse incentivo, esse apoio”, ressaltou o prefeito de Rio Branco.

“Porque Seu Gilson hoje vai estar trabalhando possivelmente conosco para que ele seja um exemplo para os demais que estão nas ruas de Rio Branco. Que venha mais Gilsons. Nós estamos de braços abertos para acolhê-los”, enalteceu a Secretário Municipal de Educação, Nabiha Bestene.

“O prefeito, a dona liberdade, a secretária, que todos que me ajudaram mesmo, até meus amigos de rua, irmãos de papelão, todos eles, eu sou muito grato a todos”, concluiu Gilson.