Rio Branco, AC, 21 de abril de 2024 06:51

Delegacia de Flagrantes pega fogo e Policiais Civis conseguem controlar incêndio em Rio Branco

Facebook
Twitter
WhatsApp

A Delegacia de Flagrantes (DEFLA) sofreu um incêndio de pequenas proporções na noite do último sábado (16). A delegacia fica localizada na rua Omar Sabino, no bairro Estação Experimental, em Rio Branco.

Segundo informações dos agentes plantonistas, a delegacia estava funcionando normalmente, quando todos os policiais civis perceberam a presença de fumaça vindo da sala do Escrivão Plantonista.

Todos os policiais foram até o local e viram as chamas consumindo tudo que havia na sala, como ar-condicionado, computador, mesa, impressora e outros móveis.

Rapidamente o fogo se alastrou e chegou ao corredor, que também teve parte do PVC queimado e o forro caiu. Os agentes ainda procuraram os extintores de incêndio, mas a Delegacia de Flagrante não tinha nenhum extintor para ser usado. Eles conseguiram utilizar água para controlar as chamas.

A reportagem esteve no local e conversou com o presidente do Sindicato dos Policiais Civis, Rafael Diniz, que enalteceu os agentes que estavam de plantão, que conseguiram, de forma heróica, apagar o fogo, antes que ele tomasse conta do prédio todo.

O presidente disse ainda que há tempos vem alertando os governantes sobre a precária situação das delegacias do Acre e disse também que uma Delegacia de Manoel Urbano pegou fogo, e o teto da Delegacia da 2° Regional de Rio Branco também desabou.

A energia da DEFLA foi desligada pelos agentes, e o Corpo de Bombeiros foi ao local para fazer o rescaldo da mobília. Ainda segundo o presidente do SINDEPOL, os atendimentos da Delegacia de Flagrantes estão suspensos. Na hora do sinistro, não havia presos nas celas da delegacia.

Policiais militares não souberam onde registrar as ocorrências e deixar os presos durante a madrugada, pois todas as delegacias estavam fechadas. O prédio deve passar por pericia durante a manhã deste domingo (17), e o laudo sobre o ocorrido deve ficar propondo no máximo em 30 dias, mas a suspeita é que tenha ocorrido um curto-circuito.