Rio Branco, AC, 21 de abril de 2024 07:19

Deputado Afonso Fernandes fala sobre chamar alguém da Corregedoria da Polícia Civil para falar sobre caso de agente

Facebook
Twitter
WhatsApp

Na manhã desta terça-feira (06), o deputado Afonso Fernandes (PL) utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) para abordar a situação envolvendo a abertura de uma sindicância contra a policial civil que denunciou a queda do forro em uma delegacia da capital. No ato, o deputado falou sobre a possibilidade de chamar alguém da Corregedoria da Polícia Civil para dar a versão do estado sobre a situação, para resolver da melhor forma possível.

Fernandes iniciou seu discurso ressaltando a normalidade da atuação da bancada de oposição, que busca, muitas vezes, forçar um cabo de guerra em suas tentativas de atingir o governador Gladson Cameli (PP). No entanto, o deputado fez questão de destacar a postura respeitosa do chefe do Executivo em relação a todas as categorias de trabalhadores.

O deputado argumentou que o governador não possui uma varinha mágica para resolver todos os problemas do Acre de uma só vez e enfatizou a necessidade de compreensão por parte da população. Afonso Fernandes defende que há transparência nas ações de Gladson Cameli, refutando a ideia de que ele seja, seja um perseguidor.

“Está muito longe de o governador ser perseguidor; a gestão dele tem sido sempre muito transparente e nunca se meteu nesse tipo de questão”, afirmou o deputado. Ele destacou a democracia presente na gestão de Cameli, ressaltando que, por vezes, o governador até extrapola os limites em sua abordagem democrática.