Rio Branco, AC, 22 de julho de 2024 09:47

Duas tentativas de assassinato em Brasiléia mostram a vulnerabilidade da justiça do Acre

Facebook
Twitter
WhatsApp

Duas tentativas de homicídio foram registradas em Brasiléia, no interior do Acre, no último domingo (4). Em ambos os crimes, as vítimas foram levadas ao hospital, e os suspeitos continuam sendo procurados.

A primeira tentativa de homicídio ocorreu durante a tarde de domingo no km 84 da BR-317, quando um homem foi baleado enquanto caminhava pelo Ramal Santa Luzia. Segundo a Polícia Civil (PC), um trecho do ramal passa por dentro de uma propriedade rural, sendo o único acesso às áreas vizinhas. No entanto, o dono da propriedade estaria incomodado com populares passando pelo local.

Enquanto caminhava pelo trecho, a vítima recebeu um tiro de espingarda nas costas, sendo atingida no dorso e nas pernas. Mesmo ferido, o homem correu até à própria casa. O autor do crime ainda teria efetuado mais dois tiros contra a residência da vítima.

A vítima foi levada ao hospital do município e transferida ao Pronto Socorro de Rio Branco (PS), na última segunda-feira (5).

A segunda tentativa de homicídio ocorreu por volta das 22h de domingo, quando um jovem de 25 anos foi ferido a tiros. Populares ouviram disparos próximos à uma cooperativa de castanha e à rotatória de acesso e saída da cidade de Brasiléia.

No local, um jovem de 25 anos havia sido abordado por dois homens em uma motocicleta e atingido por quatro tiros de pistola 9mm, sendo ferido na região do tórax, abdômen e pernas. Ele foi levado por terceiros para o hospital e deve ser transferido para o Pronto Socorro de Rio Branco (PS).

Segundo a polícia, no bolso da bermuda do jovem foram encontradas trouxinhas de cocaína. Além disso, o acusado de atirar contra o jovem foi identificado e está sendo procurado. A polícia também tem a informação de que tanto o autor do crime quanto o jovem fazem parte da mesma Organização Criminosa (ORCRIM), o que leva a crer que houve um possível desentendimento entre os dois.

A Polícia Civil de Brasiléia continua investigando os casos.