Rio Branco, AC, 21 de abril de 2024 06:11

Grave acidente no interior do Acre deixa um morto e mais três feridos

Facebook
Twitter
WhatsApp

O motociclista Mikael Oliveira da Silva, de 25 anos, morreu e a passageira da moto, Maria Chaila Souza de Almeida, com 20, e os pedestres Sandy Junior, de 26, e um adolescente com 15 anos ficaram feridos após uma forte colisão na noite da última segunda-feira (15), no km 18 da BR-317, no município de Brasiléia, no interior do Acre.

Segundo informações de testemunhas, o casal Mikael e Maria havia acabado de sair do município de Brasiléia e trafegava no sentido Assis Brasil em uma motocicleta modelo Bros de cor vermelha, quando, ao passar por uma curva, um veículo que seguia no sentido contrário estava com a luz alta e dificultou a visibilidade de Mikael, que acabou indo para o acostamento e colidiu violentamente contra Sandy Júnior e o adolescente de 15 anos, que caminhavam com destino a um centro de recuperação que fica na região.

No impacto, Mikael foi arremessado e caiu em uma ribanceira de aproximadamente 3 metros de altura juntamente com a Maria. Já os pedestres ficaram feridos e jogados sobre o asfalto.

Mikael sofreu um Traumatismo Cranioencefálico (TCE) de natureza grave e uma fratura no braço esquerdo. Já a Maria ficou ferida na região do quadril. Sandy Júnior também tiveram um TCE de natureza grave, além de um sangramento ativo na cabeça. O adolescente estava sentindo forte dores abdominais.

Populares que passavam no local ajudaram as vítimas e acionaram a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o Corpo de Bombeiros Militar e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. O SAMU enviou uma ambulância para dar os primeiros atendimentos e encaminharam todas as vítimas para o Hospital Raimundo Chaar, em Brasiléia. Mikael não resistiu aos ferimentos e morreu logo após da entrada na unidade de saúde. Sandy Júnior está em estado de saúde grave, e Maria e o menor estão estáveis.

O corpo de Mikael foi removido do Hospital Raimundo Chaar e encaminhado a sede do Instituto Médico Legal (IML) em Rio Branco, para a realização dos exames cadavéricos.

A área foi isolada pela PRF para os trabalhos de perícia. Após o término da perícia, a moto foi liberada e entregue aos parentes da vítima.