Rio Branco, AC, 21 de abril de 2024 06:31

Justiça acata pedido do MP para que motorista que atropelou e matou jovem em Porto Acre, responda por homicídio com dolo eventual

Facebook
Twitter
WhatsApp

A Justiça do Acre determinou que Francisco Moreira, condutor envolvido no acidente que resultou na morte de Welisson Araújo dos Santos, de 23 anos, responda por homicídio com dolo eventual, não mais por homicídio culposo, conforme inicialmente flagranteado.

A prisão do motorista, que alegadamente estava embriagado durante o ocorrido, foi convertida em prisão preventiva. Além disso, a mudança na classificação do crime, solicitada pelo promotor Efraim Mendonza e aceita pelo juiz em audiência, impacta substancialmente a pena esperada, passando de 1-3 anos para 6-20 anos de detenção.

“Na audiência, pedimos que, ao invés de homicídio culposo, seja classificado como homicídio com dolo eventual, possibilitando, então, a conversão do flagrante em prisão preventiva, e nossa solicitação foi aceita pelo juiz”, disse o promotor.

As investigações indicam que o motorista, ao desrespeitar a preferencial, colidiu com a motocicleta, resultando em lesões fatais a Welisson, que não resistiu ao impacto do acidente, mesmo após ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), e encaminhado ao Pronto Socorro de Rio Branco (PS).

O caso segue em desenvolvimento!