Rio Branco, AC, 22 de julho de 2024 09:37

MPAC requisita investigação sobre suposta prática de homofobia contra o Promotor Tales Tranin

Facebook
Twitter
WhatsApp

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) por meio da procuradora de Justiça Patrícia de Amorim Rêgo, coordenadora-geral do Centro de Atendimento à Vítima (CAV), solicitou nesta quinta-feira (18), a abertura de um inquérito policial para apurar a suposta prática de homofobia dirigida ao promotor de Justiça Tales Tranin, na última semana.

O MPAC identificou um vídeo postado nas redes sociais, em que exibe um indivíduo identificado como Pablo Felipe, fazendo comentários homofóbicos contra Tranin. O promotor tem sido vítima de diversos comentários homofóbicos, e este não seria o primeiro episódio de homofobia enfrentado.

O ofício enviado pela procuradora inclui prints que confirmam o ocorrido, juntamente com informações sobre o perfil do autor do comentário. Patrícia Rêgo comunicou à Procuradoria-Geral de Justiça do MPAC, detalhando o incidente e as medidas cabíveis.

“O Ministério Público do Acre, no exercício de sua atribuição, jamais tolerará crime de ódio, especialmente homofobia contra o promotor de Justiça ou qualquer outro cidadão”, afirmou a procuradora.