Rio Branco, AC, 17 de junho de 2024 09:22

Prefeitura de Rio Branco inicia a operação de combate contra o mosquito da dengue

Facebook
Twitter
WhatsApp

A parte alta da cidade de Rio Branco é a região onde está concentrada a maior quantidade de focos da larva do mosquito da dengue, segundo levantamento da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). Por essa razão foi o local selecionado, nesta semana, para a realização de uma verdadeira operação de guerra contra o mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença.

Lucia: “É preciso que a população colabore” (Foto: Val Fernandes/Assecom)

Segundo a gerente da Vigilância, Lúcia Monteiro, as ações possíveis no combate aos focos do mosquito da dengue são realizadas pela prefeitura, mas é preciso que a população colabore, já que a maioria dos focos da doença estão nas casas.

“Estamos hoje dando início a mais um mutirão na parte alta, começando pelo Tancredo Neves. Estamos com aproximadamente 230 agentes entre os de combate às endemias e comunitários de Saúde nesse combate de guerra contra as arboviroses. Vinte e sete por cento dos criadouros são em reservatórios que estão dentro das residências, armazenamentos de água e pequenos centros.”

Lúcia ressaltou que a população pode colaborar recebendo os agentes de combate às endemias, o agente comunitário de Saúde em suas casas, mantendo as orientações e os cuidados, de acordo com as orientações recebidas. Mas nem sempre as pessoas colaboraram com o trabalho das equipes, como conta a agente de Saúde, Leuza Freitas.

“Os moradores, muitas vezes, não abrem as portas. Quando isso acontece, voltamos em outro horário pra ver se conseguimos adentrar, fazer a visita, a inspeção correta. Temos encontrado vários focos do mosquito onde o morador está abrindo a porta e fazendo a eliminação e o tratamento. Muita caixa d’água, também poços abertos e muito lixo doméstico dentro do domicílio.”